segunda-feira, 7 de novembro de 2011

El Matador

Mais um bebé que se foi embora do meu atelier.
Foi um projecto cheio de força, cheio de emoções. Nem sequer o consegui desenhar no papel, como faço sempre. Ele foi-se construindo sozinho. A mistura de todos os elementos sobre o veludo preto representa esse turbilhão.
Nunca quis uma representação fiel do toureiro, mas a nossa interpretação. No final do processo, pus as rosas subtis nas mangas. As mesmas que foram oferecidas à arena. Só se vêm quando o toureiro levanta os braços em sinal de vitória.





O vestido já não foi um processo tão linear. Ao principio o casaco ofuscou-o. A primeira forma foi tímida, mas depois ganhou coragem e num novo turbilhão nasceu a cauda, que lhe deu a vida e o destaque que merecia. Agora espreita por baixo do casaco e mostra uma outra faceta do El Matador.







4 comentários:

  1. Está fenomenal!
    Que bom que é criar dessa forma!
    Parabéns Ana!

    ResponderEliminar
  2. Ana Menezes: as tuas criações são investimentos... sempre disse! Bjjjsss... é perfeito!

    ResponderEliminar